Amazon supera estimativas de vendas no 2º trimestre

Faturamento subiu para US$ 88,91 bilhões, contra US$ 63,4 bilhões em 2019, superando projeção de US$ 81,56 bilhões. Amazon Mike Segar/Reuters/Arquivo A Amazon.com superou as estimativas de receita trimestral de Wall Street nesta quinta-feira e prevê vendas no trimestre atual acima das projeções, com a crise desencadeada pelo coronavírus provocando um aumento nas compras em sua plataforma e elevando a demanda por seus serviços em nuvem. As vendas líquidas subiram para 88,91 bilhões de dólares no trimestre, ante 63,4 bilhões de dólares, superando estimativas de 81,56 bilhões de dólares, segundo dados IBES da Refinitiv. Varejistas online têm registrado aumento na demanda, com as medidas de isolamento social por causa da pandemia do Covid-19 resultando em menos compras em lojas físicas. CEOs de gigantes da tecnologia se defendem em audiência no Congresso dos EUA A empresa estima vendas líquidas de 87 bilhões a 93 bilhões de dólares para o terceiro trimestre. Analistas esperavam, em média, receita de 86,34 bilhões de reais, segundo a Refinitiv. Os serviços em nuvem da Amazon também tiveram forte demanda, pois as empresas mudaram para escritórios virtuais devido à disseminação da pandemia. A receita da Amazon Web Services (AWS), que vende armazenamento de dados e poder de computação na nuvem, subiu quase 29%, para 10,81 bilhões de dólares. Guga Chacra: ‘Imagem das empresas de tecnologia está extremamente desgastada nos EUA’

Amazon supera estimativas de vendas no 2º trimestre
Faturamento subiu para US$ 88,91 bilhões, contra US$ 63,4 bilhões em 2019, superando projeção de US$ 81,56 bilhões. Amazon Mike Segar/Reuters/Arquivo A Amazon.com superou as estimativas de receita trimestral de Wall Street nesta quinta-feira e prevê vendas no trimestre atual acima das projeções, com a crise desencadeada pelo coronavírus provocando um aumento nas compras em sua plataforma e elevando a demanda por seus serviços em nuvem. As vendas líquidas subiram para 88,91 bilhões de dólares no trimestre, ante 63,4 bilhões de dólares, superando estimativas de 81,56 bilhões de dólares, segundo dados IBES da Refinitiv. Varejistas online têm registrado aumento na demanda, com as medidas de isolamento social por causa da pandemia do Covid-19 resultando em menos compras em lojas físicas. CEOs de gigantes da tecnologia se defendem em audiência no Congresso dos EUA A empresa estima vendas líquidas de 87 bilhões a 93 bilhões de dólares para o terceiro trimestre. Analistas esperavam, em média, receita de 86,34 bilhões de reais, segundo a Refinitiv. Os serviços em nuvem da Amazon também tiveram forte demanda, pois as empresas mudaram para escritórios virtuais devido à disseminação da pandemia. A receita da Amazon Web Services (AWS), que vende armazenamento de dados e poder de computação na nuvem, subiu quase 29%, para 10,81 bilhões de dólares. Guga Chacra: ‘Imagem das empresas de tecnologia está extremamente desgastada nos EUA’