Mackenzie Scott, ex-mulher de Jeff Bezos, doa R$ 8,6 bilhões para instituições de caridade

A ativista também anunciou sua troca de sobrenome após a separação do fundador da Amazon, Jeff Bezos. Mackenzie Scott, ex-mulher de Jeff Bezos Danny Moloshok/Foto de arquivo/Reuters Mackenzie Scott, ex-mulher de Jeff Bezos, revelou nesta terça-feira (28) que doou US$ 1,7 bilhão (R$ 8,6 bilhões) a instituições de caridade desde que se separou do fundador da Amazon, cumprindo uma promessa de que devolveria a maior parte de sua riqueza “à sociedade que ajudou a gerá-la”. Riqueza de bilionários dos EUA aumenta mais de meio trilhão de dólares durante pandemia Segundo a publicação de Mackenzie em um blog pessoal, que também oficializou o abandono do sobrenome de Bezos após a separação, ela doará a maioria de sua fortuna “até que o cofre esteja vazio”. “Como muitos, assisti ao primeiro semestre de 2020 com uma mistura de desgosto e horror”, escreveu na publicação. “O que me enche de esperança é o pensamento do que virá se cada um de nós refletir sobre o que podemos oferecer”, completou. Entre as organizações beneficiadas estão algumas voltadas à igualdade racial e de gênero (LGBTQ), mudanças climáticas, saúde pública e desenvolvimento global. “Embora esse trabalho esteja em andamento e durará anos, estou postando uma atualização hoje porque minha própria reflexão após acontecimentos recentes revelou um dividendo de privilégios que eu estava ignorando: a atenção que posso chamar para organizações e líderes que impulsionam a mudança”, escreveu. Mackenzie listou as doações já feitas até o momento: Equidade racial: US$ 586,7 milhões Equidade LGBTQ+: US$ 46 milhões Equidade de gênero: US$ 133 milhões Mobilidade econômica: US$ 399,5 milhões Empathy & Bridging Divides: US$ 55 milhões Democracia funcional: US$ 72 milhões Saúde pública: US$ 128,3 milhões Desenvolvimento global: US$ 130 milhões Mudanças climáticas: US$ 125 milhões Jeff Bezos, dono da Amazon, aumenta a fortuna em US$ 13 bilhões em um dia A fortuna de Mackenzie De acordo com a Bloomberg, até esta terça-feira (28), Mackenzie Scott é a 13ª pessoa mais rica do mundo com uma fortuna avaliada em US$ 59,3 bilhões (R$ 304 bilhões) — equivalente a 938.997 vezes a renda familiar média dos Estados Unidos. A maior parte de sua fortuna vem da participação de 4% na Amazon, que foi acordada no divórcio com Jeff Bezos. Durante os primeiros meses da pandemia do coronavírus, a empresa viu seu lucro crescer exponencialmente, aumentando dia a dia a conta bancária de Mackenzie e seu ex-marido. Em um só dia, ele viu sua fortuna crescer US$ 13 bilhões. Ao todo, Jeff Bezos tem mais de R$ 1 trilhão.

Mackenzie Scott, ex-mulher de Jeff Bezos, doa R$ 8,6 bilhões para instituições de caridade
A ativista também anunciou sua troca de sobrenome após a separação do fundador da Amazon, Jeff Bezos. Mackenzie Scott, ex-mulher de Jeff Bezos Danny Moloshok/Foto de arquivo/Reuters Mackenzie Scott, ex-mulher de Jeff Bezos, revelou nesta terça-feira (28) que doou US$ 1,7 bilhão (R$ 8,6 bilhões) a instituições de caridade desde que se separou do fundador da Amazon, cumprindo uma promessa de que devolveria a maior parte de sua riqueza “à sociedade que ajudou a gerá-la”. Riqueza de bilionários dos EUA aumenta mais de meio trilhão de dólares durante pandemia Segundo a publicação de Mackenzie em um blog pessoal, que também oficializou o abandono do sobrenome de Bezos após a separação, ela doará a maioria de sua fortuna “até que o cofre esteja vazio”. “Como muitos, assisti ao primeiro semestre de 2020 com uma mistura de desgosto e horror”, escreveu na publicação. “O que me enche de esperança é o pensamento do que virá se cada um de nós refletir sobre o que podemos oferecer”, completou. Entre as organizações beneficiadas estão algumas voltadas à igualdade racial e de gênero (LGBTQ), mudanças climáticas, saúde pública e desenvolvimento global. “Embora esse trabalho esteja em andamento e durará anos, estou postando uma atualização hoje porque minha própria reflexão após acontecimentos recentes revelou um dividendo de privilégios que eu estava ignorando: a atenção que posso chamar para organizações e líderes que impulsionam a mudança”, escreveu. Mackenzie listou as doações já feitas até o momento: Equidade racial: US$ 586,7 milhões Equidade LGBTQ+: US$ 46 milhões Equidade de gênero: US$ 133 milhões Mobilidade econômica: US$ 399,5 milhões Empathy & Bridging Divides: US$ 55 milhões Democracia funcional: US$ 72 milhões Saúde pública: US$ 128,3 milhões Desenvolvimento global: US$ 130 milhões Mudanças climáticas: US$ 125 milhões Jeff Bezos, dono da Amazon, aumenta a fortuna em US$ 13 bilhões em um dia A fortuna de Mackenzie De acordo com a Bloomberg, até esta terça-feira (28), Mackenzie Scott é a 13ª pessoa mais rica do mundo com uma fortuna avaliada em US$ 59,3 bilhões (R$ 304 bilhões) — equivalente a 938.997 vezes a renda familiar média dos Estados Unidos. A maior parte de sua fortuna vem da participação de 4% na Amazon, que foi acordada no divórcio com Jeff Bezos. Durante os primeiros meses da pandemia do coronavírus, a empresa viu seu lucro crescer exponencialmente, aumentando dia a dia a conta bancária de Mackenzie e seu ex-marido. Em um só dia, ele viu sua fortuna crescer US$ 13 bilhões. Ao todo, Jeff Bezos tem mais de R$ 1 trilhão.